Morre no hospital jovem que sofreu queda de motocicleta no conjunto Vista Bela

Michael Gutierrez, sofreu uma queda de motocicleta na rua André Buck, no conjunto Vista Bela, na noite do último sábado (07). Ele sofreu ferimentos graves e ficou inconsciente. Socorristas do Siate e avançada do Samu foram acionados, mas a vítima havia sido encaminhada por terceiros até o hospital zona norte.

Gutierrez foi transferido para o Hospital Evangélico e durante a madrugada desta segunda-feira (09), após seis paradas respiratórias não resistiu e faleceu. A família do jovem resolveu doar as córneas.

O que são as córneas?

A córnea é um tecido transparente, fino e resistente localizado na parte anterior do olho. É a primeira interface que a luz atravessa. Ela permite a entrada da luz e executa dois terços das tarefas de foco, seguida da íris (área colorida do olho), e da pupila. A córnea é avascular, sendo nutrida pelo humor aquoso, pelo filme lacrimal, e por difusão de vasos presentes no limbo.

Possui três funções principais:

-Transmitir luz;

– Refração: a córnea é uma das estruturas do olho com maior responsabilidade sobre o assim chamado grau do paciente. A refração, isto é, o grau dos óculos, depende da curvatura da córnea;

– Proteger a parte anterior do olho sem comprometer o sistema óptico, funcionando como barreira para agentes externos.

A boa visão é consequência também da transparência desta estrutura. Algumas patologias estão associadas à curvatura da córnea, como o ceratocone; e outras, à saúde da córnea, como úlceras, degenerações, distrofias, entre outras.

A estrutura da córnea:

A face anterior da córnea é convexa, asférica e elíptica, medindo aproximadamente 12,6 mm no meridiano e é recoberta pelo filme lacrimal. Já a face posterior é côncava e constitui o limite externo da câmara. Pela sua circunferência, relaciona-se com a conjuntiva, episclera, esclera e as vias de drenagem do humor aquoso.

A curvatura da face anterior não é uniforme, apresenta uma curva na região central mais plana do que na região periférica. Em relação a sua espessura, é maior do centro para a periferia. A média da espessura corneana é de 530µm. Seu raio de curvatura médio está em torno de 7,8 mm na superfície anterior da região central, e de 6,6 mm na superfície posterior.

A córnea é constituída por cinco camadas, sendo Epitélio, Membrana de Bowman, Estroma, Membrana de Descemet e Endotélio:

– Epitélio: é a primeira camada da córnea (de frente pra trás), e é a única capaz de se regenerar sozinha. Isto é, consegue se refazer quando lesada. Essas células apresentam-se bem unidas e selecionam a entrada de fluidos. Qualquer lesão nesta região provoca muita dor, pois as terminações dos nervos corneanos estão colocados bem superficialmente, servindo como um sistema de defesa para o órgão.

– Membrana de Bowman: é uma zona acelular, localizada abaixo do epitélio. É muito resistente a traumas e serve como barreira contra os microrganismos.

– Estroma: é a camada mais espessa da córnea, ocupa cerca de 90% da espessura total. É composto basicamente por fibras de colágeno e células. É responsável por sustentar a células, conhecido como tecido conectivo.

-Membrana de Descemet: funciona como membrana basal do endotélio. Está localizada posteriormente ao estroma e aumenta de espessura ao longo dos anos.

– Endotélio: é uma monocamada de células disposta em padrão mosaico, é a última camada da córnea (a mais interna). Ele recebe oxigênio pelo humor aquoso e, sua maior função é servir como bomba de água para a córnea, deixando-a com uma hidratação adequada. Com a idade, há uma diminuição do número de células endoteliais. Quando uma delas morre, as restantes se expandem, cobrindo a área vaga. Quando o endotélio começa a se tornar ineficiente devido a um número grande de células mortas, ocorre um edema estromal e, consequentemente, baixa de visão.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.